Deputado X

Para ponderar:

A partir de mais uma demonstração explícita de fascismo do deputado X, a questão que nos cabe debater é como reagir. Que ele representa o que há de mais fascista, anacrônico e obtuso na política nacional já não há mais dúvidas, mas a reação que podemos produzir é que precisa ser meticulosamente analisada, e da forma mais racional possível.

Temos o exemplo recente de Donald Trump que deveria nos oferecer boas lições. Trump vomitava asneiras e frases de efeito racistas e xenófobas TODA A SEMANA; ele nunca saía das manchetes. Nada disso era ao acaso; tudo foi meticulosamente planejado. Acabou sendo visto como “autêntico”, aquele candidato de fala original, verdadeiro e espontâneo; o antipolítico que diz a verdade e o que lhe vem à cabeça, sem filtros. Aquele que não tem o “rabo preso”; o nacionalista que é contrário ao politicamente correto. O anti feminista que bem soube explorar as contradições do feminismo. Ele fez uma campanha memorável. Saiu de azarão e “piada” e tornou-se presidente da maior potência do mundo. Uma tragédia para o mundo e em especial para os americanos.

Todavia, lembrem-se que ele foi torpedeado por TODA a imprensa e TODA a intelectualidade, sem piedade. Houve “frentes” que se formaram de artistas, intelectuais, cineastas e escritores. O próprio partido lhe virou as costas (uma parte). As “frentes” que o atacavam aumentaram ainda mais a sua aura de “diferente de tudo que está aí”. Ele era uma máquina de declarações absurdas e violentas e a imprensa reproduzia tudo o que ele dizia, e com isso vendia muito.

Pois ele ganhou e se você prestar atenção o deputado X (em menor escala o atual alcaide de São Paulo) está encampando esta estratégia de sucesso, passo a passo. A pergunta é se temos o direito de incorrer nos mesmos erros e repetir o papel que os liberais americanos fizeram. Podemos repercutir e combater suas falas racistas e homofóbicas, vociferar contra sua mente medieval e criar “frentes” de intelectuais,  pacifistas, feministas e artistas para combatê-lo …. e assim agindo fazê-lo a grande estrela das próximas eleições.

Por outro lado, talvez possamos usar outra estratégia desta vez. Penso que parar de viralizar seus discursos e repetir seu nome seja uma etapa essencial.

Que acham?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s