Satisfações

 

O grande problema é que Moro (mas também o MP) não responde a ninguém, não presta contas ou satisfações. O poder de tais atores sociais é perene e inquestionável. E não adianta falar do STF porque ele deu mostras de acovardamento e pequenez, tanto hoje quanto em 1964, quando poderia ter agido e se calou. Qualquer órgão defensor da constituição em um país civilizado teria dado um basta sonoro ao juiz de Curitiba quando da divulgação das conversas privadas da presidente ou quando da condução coercitiva ilegal de Lula, que tinha como objetivo humilhar e colocar o ex presidente de joelhos. Deu xabú, como sabemos, mas poderia ter ocorrido uma tragédia em Congonhas.

Ele pode fazer o que quiser, até traição à pátria. Os fascistas normalmente raciocinam assim (e não apenas nesse caso): “Ah, não importa o modo como foi feito, o importante é que….”, e aí você acrescenta a sua ideologia, normalmente de caráter autoritário e fascista. O teste – para todos nós – é quando você defende o Estado Democrático de Direito MESMO QUANDO o ordenamento jurídico pode lhe prejudicar.

Não esqueçam que esses funcionários públicos, quando impunes, usurpam naturalmente do seu poder e as consequências são óbvias, como a criação de monstrengos como as “10 medidas“. Oferecer a qualquer um poderes acima da lei nos faz retornar ao absolutismo medieval, mas parece que esse modelo ainda seduz muitas mentes primitivas.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s