Boric

Boric tem uma posição bem progressista quanto à Palestina, o que é algo positivo. Uma frente internacional para barrar os crimes contra a humanidade produzidos pelo apartheid israelense é obrigação das democracias ocidentais. Boric também venceu o nazipinochetismo da classe média reacionária chilena, o que dá a nós, democratas de esquerda, um alívio diante da alternativa trágica. Sua eleição ajudará na eleição de progressistas da América Latina nas próximas eleições.

Entretanto, mal foi reconhecida sua vitória já fez o velho discurso manjado da esquerda liberal atacando Cuba e Venezuela, dois países covardemente embargados pelo Império. Parece que passadas 48h após sua eleição já foi pressionado a mandar uma mensagem ao centro do governo imperial para deixar bem claro “Olha, sou de esquerda mas amo vocês. Não estou aqui para confrontar patrão”.

Boric não representa uma vitória da esquerda, mas uma derrota brutal que deixamos de ter.

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s