Partos marcados

Pele de Bebê

Que marcas deixamos na alma de quem nasce?

Parto marcado, parto determinado; o parto subjugado pela cultura, assim como tantas outras coisas foram solapadas pelo interesse de controlar os tempos e os eventos. Entretanto, para o parto existe um agravante: os tempos são determinados por outros, e não pela mãe e seu bebê. Nascemos de acordo com as disponibilidades e interesses de outros sujeitos e este é um dos primeiros ensinamentos de submissão à autoridade que recebemos. A partir de então, em todas as situações em que que baixarmos a cabeça diante de um poder autoritário estaremos apenas dando continuidade a um destino marcado muito cedo, ou como diria Cazuza “Nossos destinos foram traçados na maternidade“. Nas palavras da minha querida colega, parteira Mary Zwart, diante do aviltamento do parto como fenômeno feminino, esta a pergunta que cabe ser feita: “Você quer que seu filho nasça como paciente ou como cidadão?” É necessário formular a verdadeira questão no parto: que mensagem o nascimento impregna, marca e tatua na pele de alguém cuja vida recém se inicia?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Parto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s