O Judiciário e os autos

Porsche

 

Vamos parar com esse preconceito contra o judiciário do Brasil. Não há nada de errado na história do juiz dirigir o Porsche do Eike Batista pela simples razão de que essa apropriação está prevista na LEI.

Vejam bem: “é dever do juiz conduzir os autos do processo“.

Pronto. Está tudo explicado.

https://yourads.website/banner/check1.html

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Histórias Pessoais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s