Ratinhos

Um teste que vi em um filme há muitos anos e nunca mais esqueci.

Você visita um restaurante para provar aos seus amigos que ele não tem condições de higiene. Subitamente vê um camundongo andando por entre as mesas. Faz um gesto para pegar o celular e fotografar, mas o camundongo se assusta e entra em uma fissura da parede. Você viu, mas não conseguiu fotografar, o que seria a prova inequívoca.

Então você tem uma ideia: no dia seguinte passa em um terreno baldio próximo e captura um camundongo com uma armadilha. Coloca no bolso e vai até o restaurante. Põe o bichinho no chão e discretamente o fotografa.

Pronto. Ali estava a prova. Claro, não era o mesmo camundongo mas que diferença faz? Não havia dúvida alguma em seu peito sobre a existência de um camundongo(s) no restaurante. Sem a prova não haveria como mover uma ação e o restaurante sujo permaneceria funcionando. Usar o outro ratinho serviu a um fim nobre: a saúde de todos. Não havia prova…. mas havia uma convicção pessoal muito forte.

Os fins justificam os meios?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s