O fim de um grande amor

 

Alguém mais fica feliz com o fim de um grande amor?

“Qualquer coisa em demasia é ruim, inclusive amor. Gosto da expressão ‘”Mãe é bom mas dura muito” que uso quando quero dizer que o amor de mãe tanto dá a vida e a sustenta quanto a sufoca e reprime. Sem o amargo da castração e o fim do amor idílico de uma criança por sua mãe é muito difícil crescer e amadurecer. O amor maduro brota deste fracasso. Há que se oferecer um obstáculo e uma interdição ao amor ilimitado para que a criança, assim jogada na angústia, procure outro sujeito para amar.

Eu acho lindo quando vejo os pequenos, aos poucos e suavemente, desistindo daquele amor que outrora significou para eles o mundo inteiro. Mais ainda, secretamente me divirto ao ver os olhos mareados das mães que percebem seus amores, sem culpa ou remorso, dizendo adeus.”

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s