Pessoa objeto coisa

A questão implícita no experimento da mulher-objeto é a sua “desumanização” proposta na performance. Quando qualquer sujeito (e pode ser uma mulher ou um homem) é despojado de sua condição humana fica destituído de qualquer possibilidade de empatia com os semelhantes. Sempre que um genocídio é planejado a primeira etapa é retirar das vítimas sua humanidade.

Isto ocorreu com os judeus durante o holocausto, os armênios com os turcos, os chineses na invasão japonesa, os congoleses nas mãos de Leopoldo e com os palestinos aprisionados e massacrados pelos sionistas. A descrição do povo subjugado é de “animais”, exatamente como Trump se referiu aos imigrantes ou como foi a regra da ação dos europeus sobre as colônias de África. É ilustrativa a exposição de crianças negras em zoológicos europeus no século XIX ou mesmo como “caça” para a diversão da realeza. A estratégia é retirar destes povos aquilo que os identifica com os humanos, o que os torna iguais a nós, como os seus sentimentos, sua dor, sua cultura e seus valores. Depois que isso ocorre, construído sistematicamente pela sociedade que os domina, é mais fácil aceitar a crueldade, a barbárie e até sua destruição e extermínio.

Com o sujeito ocorre o mesmo. Se é um boneco, que não reage, não reclama dos maus tratos a ele aplicados e se comporta como um ser despojado das reações reconhecidas como humanas, que problema poderia haver em coisificá-lo e objetualizá-lo para o nosso uso e prazer? Esse mecanismo explica a despersonalização que se produz nos centros obstétricos para que a violência aplicada à mulher não produza um contra fluxo afetivo que atingiria o próprio agressor.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s