Urgência

Uma história antiga.

Chegamos na casa da paciente e desde a rua já se ouviam os gemidos fortes, anunciando que o parto estava próximo. Era um chalé pequeno onde havia um único banheiro, exatamente onde ela curtia a massagem inebriante do chuveiro abraçada em seu companheiro. Depois das avaliações de bem-estar de praxe fui para a sala aguardar a descida do bebê.

Passados alguns minutos percebi a minha bexiga estava prestes a explodir, mas, para minha angústia, o banheiro continuava ocupado pelo casal, parteira e doula. Sua cara deixava claro que ela não sairia daquele lugar. Quando alcancei o grau de desespero absoluto abri a porta dos fundos da casa modesta para fazer xixi no jardim, atrás de um pequeno arbusto, torcendo para não haver testemunhas.

Bastou que saíssem as primeiras gotas para que, de dentro da casa, eu escutasse o grito frenético da doula:

– Vai nascer!!!

O resto é história…

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s