Diabo

Como enxergas o diabo? À frente ou ao teu lado?

Há muito se diz que o valor de um homem se mede pelos inimigos que produz durante sua trajetória. Não há como fazer omelete sem quebrar ovos; da mesma forma não há como mexer nas estruturas calcinadas da sociedade sem esbarrar nos velhos paradigmas.

Quando encontrares alguém que por muitos é atacado pense apenas em qual vespeiro ele pode ter mexido. A verdade não é democrática, e o fato de muitos o criticarem não significa que está errado; ele pode estar apenas questionando velhos conceitos e ameaçando podres poderes.

Nenhum zagueiro de respeito ganha troféu Belfort Duarte” e nenhum grande jornalista passa a vida sem ser processado por poderosos que se sentem atingidos por seu trabalho. “Jornalista não tem amigo, ele só gosta da verdade”, já dizia Joseph Pulitzer. Posso dizer o mesmo para outras profissões; um profissional que não esbarrar no diabo durante sua trajetória de vida é porque o tem ao seu lado.

Desconfie daquele que é amado por todos; somente os tolos o são. O verdadeiro gênio transformador sabe que durante a vida vai cultivar inimizades e não será aceito por muitos, às vezes pela maioria. Todavia, como diria Nietzsche, o verdadeiro brilhantismo não aparece em vida, e muitas vezes um século é necessário para que a névoa do tempo se dissipe e sua luz se torne visível.

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s