Poderes

Verdadeiras mudanças só ocorrem quando há transferência de poderes. Como em uma balança, para produzirmos equilíbrio é necessário que algum peso seja retirado de um lado e colocado no outro. Isso significa que alguém que se acostumou com impunidade e poder desmesurado terá de abrir mão de seus privilégios para que os desfavorecidos tenham espaço e voz. Esta mudança nunca ocorre através de concessões ou gentilezas, mas apenas com pressões e lutas. Esperar que os poderosos ofereçam algo graciosamente é uma ingenuidade de profunda força destrutiva.

No parto e nascimento – por fazerem parte da vida sexual das mulheres – todas as forças sociais profundas entram em conflito. Ali se vê a significância da estrutura patriarcal em sua expressão mais crua e, da mesma forma, não há como encarar estas disputas por espaço com ingenuidade. Todas as conquistas das mulheres na arena do parto precisam ser conquistadas e jamais serão ofertas generosas. É fundamental que as mulheres tenham consciência da necessidade de lutas coordenadas para terem seus corpos e suas decisões respeitadas.

O empoderamento e a autonomia das mulheres no parto só existirão numa nova economia de poderes, porém quem o perde não o aceitará de forma suave e tranquila e quem o ganha deverá aprender a usá-lo de maneira honesta e digna.

Deixe um comentário

Arquivado em Ativismo, Pensamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s