A Culpa do fascismo

 

 

“Ele diz que o Coiso só existe por causa do PT e pela falta de autocritica do partido. Diz que por isso vai votar no Coiso. É mentira. Vai votar porque sempre curtiu um autoritarismo fascista e anti-pobre. Sempre gostou de “cada um no seu lugar”. Sempre achou estranho aeroporto colorido e universidade cheia de “bolsista”. Não é pelo PT, é por você mesmo.”

O racismo e o preconceito de classes existem muito antes do PT. O Partido dos Trabalhadores e a emergência dos pobres e negros no cenário nacional que ele proporcionou apenas deixou evidente a ferida corrosiva e pútrida de nossa sociedade, a qual se escondia por detrás dos curativos mal feitos da cordialidade e da negação ao racismo. Culpar o PT pelo surgimento do fascismo QUE NUNCA DEIXOU DE ESTAR AQUI é o mesmo que culpar os negros pelos racismo, pelos espancamentos e pela exclusão. É o mesmo que culpar os pobres pela sua pobreza, chamando-os de fracos e preguiçosos. É tão tolo quanto dizer que a culpa do estupro é do vestido curto, que atiçou no sujeito “comum” seus instintos brutais de estuprador.

Mentira, mentira deslavada. O PT tão somente deixou evidentes as contradições que existem na nossa sociedade desde sempre, ou desde que o fenômeno do racismo impregnou nossa sociedade dividindo-a entre Senzala e Casa Grande a partir de 1532. O PT e as esquerdas cometeram erros e equívocos terríveis, e terão tempo suficiente para se reorganizarem e para e chamarem o povo excluído para as suas lutas, mas culpá-los pela estupidez e pelo fascismo expresso por figuras repugnantes como Bolsossauro, Morinho e Mourão é injusto e denuncia uma miserável leitura da história desse país.

Bolsossauro foi fermentado na ditadura, na falta de punição aos torturadores e assassinos do Estado. Foi criado pela elite desgostosa e ressentida com os avanços da “ralé”, no dizer de Jessé de Souza. Foi cozinhado em fogo brando por uma elite retrógrada da caserna, ainda ligada ao autoritarismo, com nojo de pobres e negros e de qualquer organização social que ouse tocar no nosso sistema rígido de castas. Não tentem nos fazer acreditar nessa história tosca de que o Coiso é culpa de quem sempre lutou pelos mais pobres e sempre tentou modificar o modelo perverso sobre o qual nosso país se assenta.

Assumam a culpa pelo monstro. Na época do Führer não havia print de Facebook ou Whatsapp para que a gente pudesse mostrar à posteridade quem esteve ao lado do arbítrio, do fascismo, do racismo, da exclusão, da ditadura e da perversidade social. Hoje poderemos provar quem escolheu um ditador. O tempo cobrará, como na Alemanha, quem esteve do lado justo e democrático da história.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s