Diferenças

Pensamentos aleatórios…

Basear a procura amorosa por alguém “parecido conosco”, ou oposto a nós, com base na ideia de sintonia para o primeiro e complementaridade para o segundo pode ser apenas uma meia verdade. Uma pessoa muito parecida tira o gosto do desconhecido, mas uma muito diferente assusta pela imprevisibilidade.

Mas… no fundo eu creio que essa busca por elementos racionais para explicar ou direcionar as ligações amorosas acaba sucumbindo à evidência de que os determinantes são sempre ligados ao desejo e certamente inconscientes, portanto, irracionais. Tentar racionalizar esse encontro atrapalha a brincadeira.

E tem mais um detalhe. Diferente no quê? Parecido em quais detalhes? O que a gente vê no exterior é uma pálida imagem os conteúdos internos de uma pessoa. Você pode ser profundamente diferente por uma avaliação externa, mas cultivar os mesmos valores, traumas, fantasias e experiências em sua alma, o que os conecta de forma invisível. A ideia de “semelhante” ou “diferente” se faz por uma miragem, um engodo performático, uma ilusão de conteúdo.

Não?

1 comentário

Arquivado em Pensamentos

Uma resposta para “Diferenças

  1. Pingback: Diferenças — Orelhas de Vidro | THE DARK SIDE OF THE MOON...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s